Trabalhadores MRV Campo Di Napoli aprovam “estado de greve”

Trabalhadores MRV Campo Di Napoli aprovam “estado de greve”

Sem uma proposta decente para PLR (Participação nos Lucros e Resultados), trabalhadores da MRV na obra Campo Di Napoli votaram hoje (21), em assembleia com o presidente do Sintricom, Marcelo Rodolfo, estado de greve e podem paralisar os trabalhos na próxima semana.

Os trabalhadores também recusaram a proposta da empresa de R$ 600,00 a título de PLR para as obras em São José dos Campos. Enquanto, que em Campinas, apresentou documentação que comprovou pagamento de prêmio a cargos de chefia e confiança de até R$ 39 mil.

“Nossa proposta para PLR é um salário nominal para cada trabalhador, ou seja, no mínimo R$ 1.700,00. Na proposta da empresa, considerando que a maioria fica em média 4 meses na empresa, vai receber só R$ 200, isso se cumprir 100% das metas. Em Vitória-ES, a MRV fechou acordo de PLR de R$ 1.200 a R$ 3 mil. Em Araçatuba, fechou R$ 830,00. E em Campinas, o Ministério Público mediou PLR de um salário nominal”, disse o presidente Marcelo.

Além da PLR, o Sintricom também negocia o pagamento de um abono referente a PLR de 2020 e vale alimentação de R$ 550,00.

Greve em Complexo da MRV em Campinas completa 10 dias

A falta de uma proposta de acordo para pagamento da PLR e principalmente de diálogo com o Sinticom levou para a Justiça a negociação com os trabalhadores do Complexo Vila Garden. A revelação de que a empresa pagou até R$ 39 mil de premiação a cargos de chefia revoltou os trabalhadores do Complexo Vila Garden em Campinas, em greve desde o dia 12 de julho.


sintrico