MOBILIZAÇÃO GARANTE PAGAMENTO AOS TRABALHADORES DA G&E

MOBILIZAÇÃO GARANTE PAGAMENTO AOS TRABALHADORES DA G&E

Receber o pagamento do salário deveria ser algo natural para todo trabalhador, mas para quem presta serviços na G&E, na UTGCA (Unidade de Tratamento de Gás) em Caraguatatuba, isso tem sido uma dúvida mensalmente. A “gata” tem conquistado vários contratos pela Petrobrás, mas na hora de honrar os pagamentos tem adotado o ditado devo não nego, pago quando puder”.

O pagamento de abril que deveria ter caído até o dia 5 de maio, só caiu após muita pressão do presidente em exercício do Sintricom, Marcelo Rodolfo, que contou com o apoio do diretor do Sindipetro-LP, Marcelo da Silva, do gestor de contratos na Petrobrás e dos trabalhadores que ameaçaram pararem as atividades se a grana não caísse.

“A G&E está com problema de fluxo de caixa. Em todos os contratos da empresa está tendo problema no pagamento. Lá em Cubatão tem resíduo, aqui em Caraguatatuba também. Por isso, importante nossa unidade para que mostremos à empresa de que não iremos mais aceitar atrasos. Quem trabalha tem que receber em dia”, disse o presidente em exercício do Sintricom, Marcelo Rodolfo.

Ação Movida pelo Sintricom garante bloqueio de verbas para pagamento aos trabalhadores

Não é de hoje que a empresa vem atrasando o pagamento dos trabalhadores, Desde o final do ano passado, demitidos de outro contrato só conseguirão receber as verbas rescisórias a que tem direito, após uma ação judicial movida pelo Sintricom, que garantiu que os valores da ´última medição fossem priorizados para o pagamento dos trabalhadores.

“Pessoal que está na Liga que era do outro contrato da G&E, nós entramos na Justiça e conseguimos o bloqueio de R$ 800 mil que a Petrobrás tem que pagar à empresa. Teremos uma audiência nos próximos dias e em breve esperamos que os trabalhadores recebam suas verbas através dessa ação movida pelo Sindicato”, comemora o presidente do Sintricom, Marcelo Rodolfo.


sintrico