O câncer de próstata é a segunda maior causa de morte em homens no Brasil e permanece como a neoplasia sólida (tumor) mais comum. Somente esse ano, mais de 65 mil novos casos serão diagnosticados, segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer). Se descoberto logo no início, as chances de vencer a doença ultrapassam 90% dos casos. Mas, fique atento, a doença não costuma apresentar sintomas em fases iniciais. Por isso, a prevenção é o melhor remédio.

A recomendação da SBU (Sociedade Brasileira de Urologia) é que os homens, a partir de 50 anos, e mesmo sem apresentar sintomas, devem procurar um médico, para avaliação. Aqueles que integrarem o grupo de risco que tenham histórico familiar de câncer de próstata em pai, irmão ou tio e homens da raça negra devem começar seus exames mais precocemente, a partir dos 45 anos.

A UBS (Unidade Básica de Saúde) é a porta de entrada para realizar consultas e tratamento na rede pública do SUS (Sistema Único de Saúde).

Câncer e outras doenças da próstata

Do tamanho de uma castanha e localizada abaixo da bexiga, a principal função da próstata é produzir uma secreção fluida para nutrição e transporte dos espermatozoides. Ao longo da vida a glândula pode desenvolver três doenças: a prostatite (inflamação), a hiperplasia prostática benigna – HPB (crescimento benigno) – e o câncer.

A prostatite chega a atingir cerca de 30% dos homens. Pode causar ardor ou queimação ou um desconforto durante o orgasmo, esperma de cor amarelada, vontade frequente para urinar etc. A principal causa para a doença são uretrites, como a gonorreia, após relacionamentos com parceiras com infecções ginecológicas e ainda após relação anal sem preservativo.

O coordenador da área de Hiperplasia Benigna da Próstata da SBU, Dr. Ricardo Vita, explica que a doença pode atingir cerca de 50% dos homens acima de 50 anos e provoca aumento da frequência urinária diurna, diminuição da força e do calibre do jato urinário, demora para iniciar a micção, sensação de urgência para urinar, entre outros sintomas.

“Além de prejudicar a micção, a HBP pode afetar o funcionamento da bexiga e dos rins, demonstrando a importância de se fazer uma identificação precoce dos sintomas, bem como o tratamento imediato”, destaca.

O câncer, por sua vez, não costuma apresentar sintomas em fases iniciais, quando em 90% dos casos pode ser curado se diagnosticado precocemente. Ao apresentar sintomas significa já estar numa fase mais avançada e pode causar vontade de urinar com frequência e presença de sangue na urina ou no sêmen.

“Não existe modo melhor de enfrentarmos uma doença do que diagnosticá-la no início, as opções e a efetividade dos tratamentos aumentam, podendo-se obter a cura. A introdução dos exames de detecção precoce do câncer prostático, há mais de vinte anos, resultou em queda da mortalidade pela doença em vários países”, avalia o diretor do Departamento de Uro-oncologia da Sociedade Brasileira de Urologia, Dr. Rodolfo Borges.

Portal da Urologia lançou a Campanha Seja Herói da sua Saúde para incentivar e alertar homens para a importância da prevenção do câncer de próstata. Além de materiais específicos como o folder abaixo, estão previstas palestras virtuais com especialistas.

Acesse e confira https://portaldaurologia.org.br/publico/novembro-azul/novembro-azul-alerta-para-diagnostico-e-tratamento-do-cancer-durante-a-pandemia/

Portal da Urologia lança Campanha Seja Herói da sua Saúde para incentivar e alertar homens para a prevenção do câncer de próstata
Portal da Urologia lança Campanha Seja Herói da sua Saúde para incentivar e alertar homens para a prevenção do câncer de próstata.
Portal da Urologia lança Campanha Seja Herói da sua Saúde para incentivar e alertar homens para a prevenção do câncer de próstata.

Fonte: Portal da Urologia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *