Trabalhadores das terceirizadas Revap aprovam acordo negociado pelo Sintricom e Feticom

Trabalhadores das terceirizadas Revap aprovam acordo negociado pelo Sintricom e Feticom

PLR de quase R$ 6 mil, reajuste salarial e preservação de direitos são as principais conquistas

Trabalhadores das empresas terceirizadas na Revap (Refinaria Henrique Lage) aprovaram hoje (23), em assembleia, o acordo coletivo negociado pelo Sintricom de São José dos Campos e Litoral Norte (Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil e Montagem Industrial) e pela FETICOM.

A aprovação coloca um fim ao “estado de greve” decretado no último dia 13 de novembro e, também encerra com vitória meses de negociações da Campanha Salarial 2020, cujo a data-base é maio.

O acordo foi fechado com as empresas NM, Engevale, Método Potencial, Herbert, A&M, Global Geomática, Niplan, Comau, Falcão Bauer e Multilixo e vai beneficiar cerca de 1.200 trabalhadores.

Para o presidente em exercício do Sintricom, Marcelo Rodolfo da Costa, o acordo é muito importante, pois restabelece uma situação de organização e união dos trabalhadores com o Sindicato.

“Desde que reassumimos e devolvemos aos trabalhadores nosso Sindicato, a nossa união mostrou para os patrões que, não aceitaríamos fechar acordo com retirada de direitos e principalmente sem pagamento da PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e sem reajuste”, disse o presidente.

Para o vice-presidente da Feticom, Gilmar Guilhem, a mobilização dos trabalhadores foi fundamental para o fechamento do acordo.

“A última assembleia foi fundamental para trazer as empresas de volta para mesa que entenderam a insatisfação de vocês. Elas não queriam pagar PLR e isso deu muito trabalho para nós. Não queriam dar as folgas do final de ano. O sindicato é de cada trabalhador. É a unidade de vocês que faz o Sindicato forte. Esse acordo foi conquistado pela luta que vocês construíram ao longo dos anos”, disse o vice-presidente da Feticom na assembleia.

Reajuste x decisão TST

O Sintricom neste acordo também põe fim em qualquer possibilidade de desconto nos salários dos trabalhadores, referente a decisão proferida pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho), com relação ao aumento real de 2,78% concedido na negociação da data-base de 2019.

Confira principais pontos do acordo:

  • PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de R$ 5.893,56 (que será paga até maio/2021).
  • Ajuda de custo mensal R$ 810,00.
  • Cesta Natalina R$ 396,59 (a ser paga até dia 20 de dezembro).
  • Manutenção de todas as cláusulas sociais e econômicas do acordo coletivo (2019-2020).
  • Reajuste de 2,78% (acima do INPC 2,46)
  • Folgas nos dias 24 e 31 de dezembro


sintrico