O presidente em exercício do Sintricom, Marcelo Rodolfo, em assembleia com os trabalhadores do TEBAR, em São Sebastião, na última terça-feira, apresentou um balanço das negociações da Campanha Salarial 2020 com as empresas Stern, AGS, Provac, Ícone, Propac, que atuam no Terminal. Reforçou o compromisso de não permitir a retirada de direitos e nem fechar acordos rebaixados, ressaltando a importância da unidade na categoria.

 

A existência de casos de não cumprimento dos pisos salariais vigentes e casos de desvio de função foram problemas apresentados que também serão colocados na mesa de negociações. Além da transparência com os trabalhadores, que agora participam ativamente das decisões, foi destacada a participação do representante da FETICOM-SP nas tratativas com as empresas. 

 

"A posição nossa hoje é de não abrir a mão para o patrão para redução de salários e benefícios. Eu nunca fiz isso e não é agora que vou fazer. A negociação nossa tem que sair no mínimo do patamar que a gente tem. Em São Sebastião é a única situação que a gente tem diferenciada. Infelizmente essa situação do Sindicato em sentar separadamente com as empresas no passado trouxe uma disparidade em relação de pagamento de uma para outra, causando dificuldade na negociação", disse o presidente.

 

Após esclarecimentos, foi colocado em votação, a pauta apresentada pela empresa aos trabalhadores da PROPAV Engenharia que prevê além do reajuste de 3% nos pisos salariais, também garante a manutenção das cláusulas sociais e o pagamento da PLR, ajuda de custo e cesta natalina, nos mesmos valores pagos pelo acordo de 2019. No entanto, os trabalhadores não aprovaram as alterações nas datas para o pagamento de PLR, que ao invés de ser em novembro e maio, passaria para fevereiro e agosto do próximo ano.

 

EMPREGABILIDADE

 

A importância da contratação de trabalhadores da cidade e da região, farta em mão-de-obra qualificada também foi levantado pelo dirigente sindical. Em sua fala, Marcelo Rodolfo destacou que no passado sempre houve por parte da direção do TEBAR apoio para essa questão e que iniciará tratativas para a renovação desse compromisso.

 

"Nós entendemos que aqui no município pelo número de trabalhadores que tem hoje aguardando uma oportunidade de emprego. Aqui em São Sebastião tivemos sempre posicionamento do gerente do Tebar o compromisso. Nós vamos cobrar isso da direção do TEBAR e ter uma reunião com eles. Vamos procurar o pessoal do SINDIPETRO para pedir uma força também", disse o presidente 

 

"Nós queremos a empregabilidade principalmente pessoal do município, não havendo mão de obra necessária, que venha de Caragua, São José, qualquer cidade da nossa base territorial. É muito importante que tenhamos essa ferramenta dos trabalhadores que estão fora. Essa unidade está instalada há muitos anos e temos aqui bons profissionais que possam trabalhar aqui", concluiu Marcelo. 

 

Compartilhe o Sintricom:



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *