Após cobrança do Sintricom, MRV melhora condições de moradia para trabalhadores

Após cobrança do Sintricom, MRV melhora condições de moradia para trabalhadores

O presidente em exercício do Sintricom, Marcelo Rodolfo retornou hoje (7) à pousada onde trabalhadores da MRV e de empreiteiras estão hospedados em São José dos Campos e encontrou uma situação bem diferente da flagrada no último dia 24 de junho durante vistoria.

Após cobrança do Sintricom, a MRV reduziu pela metade o número de trabalhadores no local. Dos 30 que antes moravam na pousada, 15 foram transferidos para outro alojamento, o que acabou com o problema da lotação nos quartos e a falta de distanciamento entre as camas.

Na cozinha, foi colocada uma geladeira para que os trabalhadores possam armazenar adequadamente alimentos perecíveis, que antes era guardados em caixas de isopor nos quartos. O bebedouro que mal saia água foi consertado e um novo também foi instalado. Além disso, foram colocadas mais mesas com cadeiras, além de uma televisão.

Na área externa foram adicionados novos varais dando condições para que lavem e coloquem suas roupas para secar adequadamente, ao invés de improvisar e pendurar precariamente nos quartos.

No passado a MRV já teve problemas sérios em suas obras por manter trabalhadores alojados sem as mínimas condições de moradia. Na época, após denuncia do presidente do Sintricom, Marcelo Rodolfo, houve fiscalização do Ministério do Trabalho, que obrigou a empresa a assinar um Termo de Ajustamento de Conduta ´para não praticar mais essa situação em seus canteiros de obra.

Felizmente dessa vez, após as cobranças do Sintricom, as adequações foram feitas sem que fosse necessário levar o caso ao Ministério do Trabalho.

“Cobramos a MRV, que fez as adequações na pousada que agora permitem aos trabalhadores descansar de forma adequada”, disse o presidente Marcelo.


sintrico