Trabalhadores da UTGCA conquistam acordo coletivo

Trabalhadores da UTGCA conquistam acordo coletivo

O acordo aprovado, com muita luta, com a ETM, Bodemeier, GRM e G&E está assinado! Já com a Engil, a empresa sentou com o presidente do Sintricom, Marcelo Rodolfo e as negociações estão acontecendo. Mostramos para os patrões que não aceitamos retirada de direitos, que na UTGCA tem Ferramenta, que não tem medo do trabalho e merece ser reconhecido. E a vitória só foi possível porque nos mantivemos em unidade de luta.

Nossa mobilização conquistou um ACT que garantiu reajuste de 7,59% (INPC cheio do período) que será pago de uma vez no próximo pagamento, retroativo a 1º maio. A ajuda de custo passa a ser R$ 920,00 mensal e a cesta natalina R$ 330,00. Agora, vamos pra cima para que todas as cláusulas sejam cumpridas.

A PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de R$ 5.500,00 continua sendo referência para os companheiros de outras unidades da Petrobrás e será paga em 2X, em nov/2021 e maio/22. Nosso ACT vai garantir por mais 2 anos, todas as cláusulas sociais do anterior, como o Convênio Médico para os Trabalhadores e seus dependentes.

UNIDADE CONTRA A PRECARIZAÇÃO DOS CONTRATOS!

Nos últimos meses, a precarização dos contratos, intensificou problemas com as «Gatas» na UTGCA, como atraso nos pagamentos dos salários e de impostos. Essa história precisa acabar! Já denunciamos essas situações à ouvidoria da Petrobrás e ao Ministério Público do Trabalho.

SE A LUTA É DOS TRABALHADORES, É DE TODOS NÓS!

Nossa trajetória até o fechamento do Acordo 2021 foi árdua. Além dos trabalhadores que permaneceram firmes e em unidade com Sintricom, precisamos agradecer ao coordenador da CUT Vale do Paraíba, Zé Carlos dos Condutores, ao
coordenador de negociações da FETICOM, Gilmar Guilhen, ao time de sindicatos parceiros e lideranças regionais como a Cássia Gonçalves, que caminharam conosco até a vitória.

Nossos agradecimentos aos amigos do Sindicato dos Condutores do Vale do Paraíba, Ripa e toda a diretoria. Ao Barão, presidente do Sindicato da Construção Civil de Jacareí, ao Fábio Mello, Marcelo da Silva e demais membros da diretoria Sindipetro Litoral Paulista, ao Rogério Grossi do Sindicato dos Agentes Penitenciários, ao Gilmar Ribeiro, da APEOESP e aos companheiros da Corrente Proletária da Educação/POR na Apeoesp, Carlos Bruno.

«Independente de qual a categoria estejamos, somos todos trabalhadores e juntos lutaremos contra qualquer ataque e tentativa de retirada de direitos», disse Marcelo Rodolfo, presidente em exercício do Sintricom.


sintrico