O presidente do Sintricom, Marcelo Rodolfo e o ex-tesoureiro, Jorginho estiveram hoje (11) conversando com trabalhadores na obra da empresa MRV no Parque Interlagos comunicando as mudanças na administração da entidade e deixando claro, que “os tempos de Sindicato amigo do patrão” acabaram e que agora não vamos mais permitir desrespeito aos direitos dos trabalhadores.


Dessa vez tem supervisor na MRV querendo que a companheirada pague até hora do feriado. A falta de EPIs como luvas, botas e máscaras é outro problema identificado no canteiro. Os trabalhadores também reivindicam o pagamento da tarefa, que até hoje só ficou na promessa.


“Nós valorizamos o diálogo, mas não vamos permitir abusos por parte da empresa, que cobra produtividade, mas na hora de pagar a tarefa e fornecer os equipamentos de segurança, faz de conta que nem é sua obrigação. Se com o ex-presidente afastado e preso, Ivam, a empresa tinha vida mansa, agora não vai ter mais”, disse o presidente Marcelo Rodolfo da Costa.


Mudança de postura


A mudança de postura da direção do Sintricom foi destacada pelo companheiro Jorginho, que enfatizou aos trababalhadores: “Nós viemos para dialogar com os trabalhadores, para dialogar com a dialogar com a categoria, é isso que precisamos ter. Não adianta nada trazer um monte de seguranças para intimidar os trabalhadores, isso aí com certeza não é o nosso perfil”, disse Jorginho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *